Uma viagem para esquecer: Chuí a Brasília em um velocípede

Em 1987, após conhecer o mundo, Zé decidiu viajar pelo Brasil. Optou, novamente, pelo velocípede, e cruzou o Brasil, do Chui até Brasília, para pedir aos políticos ajuda para as crianças do nordeste.

“O objetivo da viagem era chamar a atenção de nossos políticos para as crianças do Nordeste (Constituinte, dê uma chance para o Nordeste). “Foi meu pior projeto. Apanhei de um policial, em um posto de gasolina, no Rio Grande do Sul (que me confundiu com bandido, e, primeiro bateu depois pediu meus documentos), levei tapas e cuspidas na cabeça por pessoas que passavam em carros, e, o pior dos resultados: até hoje o Nordeste continua esquecido, sendo apenas lembrado nas épocas de eleições.